#2219

As leis do luto não são nenhumas. Quando morreu o meu pai, passei dois anos deprimido, com as janelas tapadas por panos pretos. Ajudou-me a minha mãe, que se tornou minha vizinha. Ela depois disse-me que eu tinha vivido só com um garfo e uma faca, um prato e uma frigideira onde aquecia o conteúdo de latas. Não me lembro de nada. Lembro-me de ter passado 20 horas por dia a ler livros, revistas e jornais do princípio até ao fim, incluindo os anúncios e as fichas técnicas.

Miguel Esteves Cardoso, jornal Público

resposta

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s